"Atualmente todos vivemos em um mundo dominado pelas máquinas. Quase não restam em nosso deteriorado planeta espaços livres, onde possamos esquecer nossa sociedade industrial e testar, sem sermos incomodados, nossas faculdades e energias primitivas. Em todos nós se esconde uma saudade do estado primogênito, com o qual podíamos calibrar-nos com a natureza e enfrentá-la, descobrindo a nós mesmos. Aqui está basicamente a razão de não haver para mim uma meta mais fascinante que esta: Um homem e uma montanha. "

(Reinhold Messner)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Começo do fim... Anhangava 5

Pensei em contar experiências em odem cronológica, mas pensando bem, é melhor aproveitar a animação do momento pra passar melhor as sensações. Então vou contar é da última trilha que fiz.  As outras passadas é claro que colocarei aqui também, agora, a ordem cronológica, já era! Vai ser aleatório mesmo.

E a última foi uma subida ao Anhangava, no último sábado(14/05/11). Fui dessa vez em um grupo de 6 pessoas que fazem geologia comigo. Para 3 meninos, foi a 2ª subida, a 1ª foi há mais ou menos 1 mês atrás, quando conseguimos juntar 16 pessoas do curso pra subir (a maioria pela 1ª vez) o Anhangava, um recorde! haha mas essa história fica pra uma outra postagem =)
Pra um casal foi a 1ª subida e pra mim a 5ª ao Anhangava.
Acho o Anhangava a melhor montanha pra apresentar esse meio pras pessoas, é uma subida fácil, mas também exige um pouquinho, ainda mais na 1ª vez, tem uma vista muito bonita no cume, inclusive da capital e da represa do Iraí, e uma altitude e 1430m, o que já é considerável, pelo menos no Brasil. A subida é muito legal, com alguns trechos com grampos, uns paredões de rocha bem legais pra quem escala e pra quem não escala tmbém são legais de ver, e ainda mais pra estudantes de geologia, tem muita geologia durante o percurso, com muita rocha diferente, falhas e outras várias estruturas.  Além de que no início da trilha do Anhangava, pelo lado da trilha principal saindo do refúgio, tem uma cachoeira até que grandinha e bem legal pra tomar um banho após a descida, mas isso se estiver calor, o que absolutament não foi o caso dessa vez.
Aliás o frio foi uma das coisas que deixou essa subida mais emocionante, apesar de ser um pouco sofrido, acho que o frio combina muito com montanha. Dessa vez estava um friozão e no cume ventava muito. A única coisa que atrapalhou foi o cume todo encoberto por núvens, mas apesar disso, tava massa, e não choveu!
A subida normalmente dura +- 1h e meia, mas dessa vez subimos em 2 hras e meia, mas foi 1 hra a mais muito bem aproveitada. Quando chega no paredão de rocha que a galera escala, decidimos fazer um tentativa de boulder, e deu certo! haha Subimos o quanto deu na rocha e a vista lá de cima foi o máximo, além de as nossas fotos lá em cima também terem ficado muito legais! Também achamos umas rochas legais, atrás da fenda que tem nessa parte também, lugar que eu não conhecia, e graças a um dos meninos que resoveu ver o que tinha atrás da fenda, a gente achou esse local bem interessante, onde também rendeu umas boas fotos.



paredão de escalada

atrás da fenda
  E mais que umas fotos rendeu também na galera a vontade de começar a escalar pra valer e já estamos vendo um dia próximo pra ir numa academia de escalada praticar pra depois, é claro, subir mais ainda nesse paredão natural aí!

No geral a subida foi tranquila, nenhum acidente e todos subiram om facilidade. O problema só foi na hora de voltar... mesmo eu já tendo subido outras 4 vezes, a trilha para voltar que se pega no cume virou uma incógnita, pegamos umas 3 ou 4 trilhas diferentes até acertar caminho. Fez parte da diversão =)

A descida foi bem rápida, não contei no relógio, mas foi +- 1 hra. Pegamos o onibus Borda do Campo as 16:30. Lembrando aí aos interessados que o Onibus Curitiba/Quatro Barras(br116) e o Quatro Barras/Borda do Campo são ônibus que passam de hora em hora nos domingos e no sábado de manhã, de 40 min em 40 minutos. Pra ir de ônibus o Anhangava pode exigir um dia inteiro, mas de carro, a dia e a volta demoram bem menos.

No geral, o dia foi perfeito, fomos num espírito de muito contato com a natureza, achamos lugares diferentes, fizemos coisas diferentes, o tempo tava massa,  correu tudo bem e saíram fotos boas!
A vontade agora é de voltar logo e pra escalar!
cume



Fotos por Veleda Müller e Junior Costa.

Um comentário:

  1. nossa eu tava vendo seu blog e vi q ja tinha te visto em alguma trilha
    nesse dia do anhangava eu e mais 3 amigos pegamos o onibus com vcs ate conversei com um cara q tava com vc
    bacana seu blog,vi q fez varias trihas desde entao
    Ricardo

    ResponderExcluir